Resenha: Réquiem para um assassino - Paulo Levy

24 novembro 2012

Parecia uma manhã como outra qualquer na pequena Palmyra, uma cidade histórica no litoral do Rio de Janeiro. A caminho do trabalho, o delegado Joaquim Dornelas se espanta com um movimento incomum nas ruas. Diante da Igreja de Santa Teresa e da Antiga Cadeia, no Centro Histórico, uma multidão observa o corpo de um homem atolado na lama seca do canal. Ninguém sabe como o corpo foi parar lá. Não há sinais de arrasto, marcas de barco, violência, ferimentos, nada. Apenas um band-aid na dobra interna do braço esquerdo. Abandonado pela mulher e longe dos filhos, o delegado Dornelas, um tipo humano, amante de cachaça e de mingau de farinha láctea, se envolve de corpo e alma no caso em busca de salvação. Sem aviso, a irmã do morto e um vereador poderoso aparecem para dar informações importantes sobre o que se tornaria um caso de dimensões bem maiores do que Dornelas poderia imaginar. Aos poucos se revela uma complexa teia de interesses envolvendo a política, o tráfico de drogas, a prostituição e a comunidade local de pescadores. A intuição aguçada, a cultura e o conhecimento das forças que movem a natureza humana permitem ao delegado Joaquim Dornelas se mover habilmente pelo emaranhado de fatos e versões que a trama apresenta. O que a princípio seria mais uma investigação na sua carreira, se torna para o delegado uma jornada de transformação pessoal.

Páginas: 224
Editora: Bússola
Nota:

Em Réquiem para um assassino vamos conhecer o Delegado Joaquim Dornelas, abandonado pela sua esposa e longe de seus dois filhos ele tenta superar o vazio se jogando de cabeça no seu trabalho, o qual foi o motivo de sua esposa tê-lo deixado, por ser arriscado demais. Em um dia que tinha tudo para ser como outro qualquer, Dornelas está a caminho da delegacia quando se depara como uma multidão que ruma em direção a Baía, sem exitar ele vai passando em meio ao aglomerado de pessoas até ver o corpo de um homem atolado na lama seca, morto, sem sinal de agressão ou ferimento, somente um band-aid na dobra interna do braço.  O acontecimento fica conhecido como "crime do mangue", mas para o delegado não é um crime qualquer, envolve gente de poder, gente perigosa e  tráfico de drogas. Entre noites mal dormidas, depoimentos falsos e ameaças, o delegado tenta desvendar o mistério do assassinato. Toda e qualquer pista é importante, mas também todo cuidado é pouco para aprofundar o caso e as supostas pessoas envolvidas.
Em um texto fluente e bem escrito réquiem prende a atenção de qualquer leitor, difícil é parar de ler, um livro envolvente e instigante e que traz um protagonista que é impossível a gente não gostar! Quando eu conheci o livro fiquei muito interessada na estória, mas não imaginava que iria gostar tanto e me envolver tanto, réquiem superou minhas todas as expectativas. A cada página eu me encantava mais, e claro, tentava junto com o delegado Dornelas desvendar o mistério do crime do mangue, e por fim confesso que não tinha mais unhas para roer! Um misto de emoções e sensações sentimos ao lê-lo, parece que tudo se torna mais real assim. Eu particularmente me encantei com Joaquim Dornelas e gostei de muitos outros personagens também, mas confesso que não gostei da sua ex esposa.

Ganhei o livro da parceria com o autor Paulo Levy, que foi super atencioso e por quem eu tenho grande admiração por ter criado estória e enredo ótimos, então à ele e à editora Bússula um obrigada por ter feito a leitura e a resenha do livro possíveis! 
E pra quem quer se aventurar em uma boa investigação o livro é super recomendado, ou quem quer simplesmente um bom livro para ler Réquiem para um assassino é uma ótima escolha!




6 comentários:

  1. Eu adoro livros de estilo investigativo...
    Uma vez li um também que meus dedos começaram a ficar doendo! Eu não tinha mais unha para roer. RSRSRSRSRSRRSRS'
    Gostei da sinopse deste livro, só não me chamou atenção a capa ://
    Parabéns pela Maravilhosa resenha! Me deixou sem fôlego.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É assim mesmo comigo Gabriel!! E réquiem faz isso com a gente!! *---*
      Que bom que gostou da resenha!
      beijos

      Excluir
  2. Olá,não conhecia este livro :/
    Gostei bastante de sua resenha,parabéns!
    Irei procurar sobre esse livro.. gosto de livros que deixam a gente 'roendo as unhas' com o suspense.
    Beijo
    http://livrosleituraseafins.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii Louise! Vale a pena conhecer! Que bom que gostou da resenha *---*
      Procure sim o livro, é muito bom!!
      beijos

      Excluir
  3. oi,
    não conhecia esse livro. Adorei conhecer e gostei da sua resenha. Vou procurar por esse livro.

    http://www.lostgirlygirl.com

    bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii Que bom que gostou *--* Procure sim *-*
      bjs

      Excluir







Design e código feitos por Julie Duarte. A cópia total ou parcial são proibidas, assim como retirar os créditos.
Gostou desse layout? Então visite o blog Julie de batom e escolha o seu!